Detentos da cadeia em Gurinhém fazem buraco na parede e usam corda de lençóis para jugir



Imagem Ilustrativa
Pelo menos seis detentos fugiram da cadeia pública de Gurinhém, Agreste paraibano, na noite da segunda-feira (13). De acordo com as informações do 8º Batalhão de Polícia Militar, os presos teriam fugido através de um buraco cavado na parede de uma das celas.
A fuga aconteceu por volta das 22h. Os detentos teriam aberto um buraco na parede da cela, embaixo de uma das camas. Através da abertura, os presos tiveram acesso a um hospital que fica vizinho à cadeia e em seguida utilizaram uma corda feita de lençóis para pular o muro do hospital e fugir.
A polícia foi acionada por moradores da região que notaram a fuga. Buscas foram feitas pela região, mas até a manhã desta terça-feira (14), apenas um dos apenados havia sido recapturado.
A polícia também acredita que os apenados podem se esconder nas zonas rurais dos municípios próximos. 
Os seis presos que fugiram são:
JOÃO BATISTA FERREIRA DO AMARAL, “JOÃO MOURÃO – DE PILAR
JOSÉ MARIA DOS SANTOS, “PIMBA” – DE PILAR
JOSINALDO MARQUES MARTINS, “NEGUIN”- DE GURINHÉM
SANDRO MARCULINO DA CONCEIÇÃO, “TANTAN” – DE PILAR
LUIZ ANTÔNIO SILVA RAMOS FILHO, DE ITABAIANA
JARDESON ALVES DA SILVA, “FOCA” – DE PILAR

A orientação é que a população da região fique atenta e se tiver alguma informação ligue imediatamente para a polícia.



Redação com Ingá Cidadão
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista Picui PB

Postar um comentário