Drogas e celulares são jogados para dentro de presídio no RN

A direção da Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), na Grande Natal, já sabe como os presos da unidade estão recebendo drogas e aparelhos celulares. Pacotes contendo maconha, pedras de crack, telefones e acessórios estão sendo arremessados por cima dos muros (veja o vídeo acima). O presídio possui atualmente 613 detentos que cumprem pena no regime fechado.
O G1 teve acesso a dois vídeos. No primeiro, gravado no dia 23 de junho, é possível ver quando dois pacotes pretos caem no meio da quadra. De prontidão, detentos correm e rapidamente recolhem a encomenda. Já na segunda filmagem, feita logo após a revista, os agentes penitenciários mostram o resultado das buscas: 21 aparelhos celulares e várias trouxinhas com maconha e crack, além de muitas facas fabricadas artesanalmente.Há duas semanas, o circuito de câmeras do presídio flagrou o momento em que os apenados recolhem pacotes que caem no meio da quadra de um dos pavilhões. E na última sexta-feira (3), com o auxílio do Batalhão de Choque da Polícia Militar, agentes realizaram uma revista nas celas e vários objetos proibidos foram encontrados e apreendidos.
Ainda de acordo com Adailton, uma solução para o problema seria a colocação de uma tela sobre os pátios dos pavilhões. "E também é importante que fosse feita uma limpeza no terreno que fica atrás da penitenciária. Existe uma mata fechada que tira a visão dos guariteiros", ressaltou.Diretor da penitenciária, Adailton Pessoa explicou que a revista foi realizada nas celas dos dois pavilhões da unidade. Ele também confirmou que uma sindicância foi aberta para apurar as devidas responsabilidades. “Agora estamos tentando identificar os presos que receberam as encomendas para que eles possam responder administrativamente”, acrescentou.

Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista Picui PB

Postar um comentário