Medicamentos falsificados: MP-Procon lembra prisões de donos de farmácia e realiza ‘semana original’ em JP


O escândalo dos medicamentos falsificados na Paraíba, deixou o Promotor do Consumidor da Paraíba e Diretor-Geral do MP-Procon, Glauberto Bezerra, estarrecido. Ele afirmou em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, nesta segunda-feira (20), que este é um fato “extremamente assustador” e que o MP-Procon vai realizar a ‘semana original’ para destruir material falsificado, como óculos e perfumes que podem trazer danos à saúde do consumidor.
“Temos um programa de prevenção de acidentes de consumo, estão fazendo avaliações junto com instituições nacionais como a Anvisa e a própria Fiesp. É um fato extremamente estarrecedor, saber que as pessoas hoje com câncer ou grave infecção podem estar tomando remédios que, ou não serverm e podem levar a óbito por excesso de princípio ativo e pior, levam a morte lentamente o paciente com câncer, por exemplo, com dor e sofrimento”, lamentou.
Bezerra destacou que com base nestes dados, o MP-Procon resolveu fazer um treinamento dos seus sistemas de Segurança e Saúde para tentar fazer uma barreira de proteção ao cidadão consumidor, principalmente na área de saúde. Ele lembrou que não são apenas medicamentos, mas também outros produtos nocivos se falsificados, como óculos que podem levar à cegueira.
“É extremamente grave porque a população não tem conhecimento, nem as autiridades tinham, estamos tomando as providências”, disse.

O promotor afirmou que já são mais de 10 mil óculos apreendidos. “Vamos ter no final de agosto o evento ‘semana original’, destruir esses óculos nesses período”. Bezerra afirmou que foi firmada uma parceria com as universidades, Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Vigilâncias e Conselho de Medicina estamos fazendo uma investigação envolvendo toda sociedade em dois momentos: um do ponto de vista da informação da educação, do descortinar esse problema através de ações atrativas e outro - já realizamos ações desse nipe e prendemos cinco donos de farmácias que tinham medicamentos falsificados, dois anos atrás - de cunho repressivo.

O promotor afirmou que a Paraíba é o primeiro estado a ter este treinamento, além da ‘Semana Original’ e a ideia é transportar este trabalho para outros estados, inclusive para São Paulo.


Marília Domingues / Fernando Braz
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista Picui PB

Postar um comentário