PB tem hoje 453 mil fumantes e Governo do Estado disponibiliza 37 Centros para Tratamento



De acordo com estimativas do Instituto Nacional do Câncer, a Paraíba possui hoje 453.546 fumantes e, destes, 89.784 estão em João Pessoa. O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que um terço da população mundial adulta – cerca de 1 bilhão e 200 milhões de pessoas – seja de fumantes.
Os hospitais de referência no Estado no combate aos tipos de câncer relacionados ao uso do tabaco – pulmão, esôfago e laringe – são o Napoleão Laureano; Oncoclínica e Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa; e Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (Fap) e Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), em Campina Grande.
Na Paraíba, existem 37 Centros de Referência para Tratamento dos Fumantes, onde se pode buscar apoio para se livrar do vício em nicotina. O serviço é oferecido em Unidades de Saúde da Família; em Centros de Atenção Psicossocial (Caps); Centros de Atenção Integral à Saúde (Cais); Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf) e Centros de Saúde. Em alguns casos, os pacientes abandonam o cigarro com menos de um mês de acompanhamento.
O tratamento nesses locais é mantido pelo Ministério da Saúde, que repassa medicamentos ao Estado. Este, por sua vez, é responsável pela qualificação das equipes, monitoramento do trabalho nos centros e pelo encaminhamento do material enviado pelo Ministério. Os municípios entram com a administração das unidades de saúde.
Ontem O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), encerrou nesta sexta-feira (28) as visitas a escolas da capital. A ação fizeram parte das atividades em alusão ao Dia Nacional do Combate ao Fumo, que é comemorado neste sábado (29). O objetivo das visitas foi conscientizar as crianças e adolescentes sobre os males do cigarro, além de apresentar uma plataforma de jogos online para celulares e tablets Android sobre o tema.
As escolas que receberam a visita da equipe da SES, pela manhã, foram a Escola Municipal Américo Falcão e Escola Municipal Padre Pedro Serrão, e Colégio HBE e Colégio GEO, à tarde. Durante as visitas, a equipe falou sobre os males do fumo e apresentou o jogo ‘Will’, que aborda de uma maneira lúdica os malefícios do tabagismo, buscando evitar que crianças e adolescentes iniciem no vício.
Desenvolvido pela start up Broz Creative Studio, ‘Will’ é uma coletânea de seis mini jogos sobre o tema. O fundador da Broz, Rodrigo Brandão, trabalhou por mais de 10 anos no Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SES e sentia a necessidade de fazer um jogo abordando o assunto. “A minha empresa é focada no ludoativismo, ou seja, jogos com causas humanitárias e sociais, e como eu conheço o trabalho da SES, quis fazer esse primeiro jogo abordando vários assuntos referentes aos males do tabagismo, por exemplo, as milhares de substancias tóxicas do cigarro, e a questão da propaganda do cigarro, que não é um mal do Brasil, mas sim do mundo. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente, no Google Play”, explicou Rodrigo.
Ainda segundo Rodrigo, ‘Will’ tem sido bem recebido pelas crianças e adolescentes. “A receptividade das crianças está sendo acima das expectativas. Elas se divertem, vestem a camisa, baixam o aplicativo em seus celulares, mostram para os pais fumantes, então essa tem sido uma parceria entre a Broz , a SES e os demais parceiros que tem dado muito certo”, disse Rodrigo Brandão.
Para o aluno João David, 11 anos, o jogo é uma diversão que faz o bem. “É muito fácil de jogar e bem divertido. O jogo mostra o mal que o cigarro faz a saúde de todas as pessoas, mostra que o cigarro não faz bem pra ninguém”, disse. Já a pequena Maria Vitória, 9 anos, contou que ficou feliz quando seu tio parou de fumar, há aproximadamente um ano. “Ele tossia muito e tinha os dentes amarelos. Agora ele está saudável e não faz mais mal pra ele e pra quem está por perto. Vou mostrar o jogo pra ele e toda a minha família, é muito divertido”, disse a aluna.
Para a chefe do Núcleo de Doenças e Agravos da SES, Gerlane Carvalho, é importante a conscientização da população para o combate ao tabagismo. “É importante que as pessoas entendam que o cigarro é uma droga lícita, permitida, mas a gente precisa da conscientização das pessoas na rua, pois o fumante tem a opção de querer fumar ou não, mas o passivo não, então devemos respeitar as leis antifumo, além de pensar nas pessoas que não querem nem precisam inalar a fumaça nociva do cigarro”, concluiu Gerlane.
As atividades em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Fumo continuam neste sábado, (29), com a ação de prevenção e apresentação do jogo ‘Will’ no Shopping Manaíra (João Pessoa), das 10 às 16h.
As atividades são realizadas em parceria com a Agência Estadual de Vigilância Sanitária da Paraíba (Agevisa-PB), Programa Saúde na Escola, Secretaria de Estado da Educação, Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa, Associação Médica da Paraíba, Sociedade de Pneumologia da Paraíba, Sociedade Brasileira de Cardiologia – Região Paraíba, Liga Acadêmica de Pneumologia da Paraíba, Planos de Saúde, Funasa, Broz Creative Studio, Magazine Luíza e Shoppings Tambiá e Manaíra.



Redação\Secom-PB 
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista - FM 89.9 Picui PB

Postar um comentário