Polícia cumpre mandado de prisão contra estelionatário



A Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa deflagrou, na tarde desta quarta-feira (26), a operação “Contra Golpes”, uma referência ao termo coloquial usado para a identificação das modalidades de crimes de estelionato, conhecido como “Golpes”. A operação tem como objetivo dar cumprimento a mandados de prisão expedidos contra suspeitos de crimes investigados pela DDF.
O trabalho também é importante porque os dados destes suspeitos que forem presos vão alimentar o banco de dados da Delegacia de Defraudações e Falsificações facilitando o reconhecimento dos presos pelas vítimas. E logo nas primeiras horas os policiais já conseguiram dar cumprimento a um mandado de prisão preventiva contra um suspeito de estelionato que já está no Presídio do Roger aguardando a sentença da Justiça.
Francismárcio Monteiro da Silva, 35 anos, foi preso em fevereiro deste ano, suspeito de estelionato. Ele responde a seis processos criminais e é investigado em quatro inquéritos policiais pelo mesmo crime. Entre os golpes está o de se passar por advogado e realizar vários contratos para ingresso de ações judiciais que nunca foram protocoladas.
“O suspeito não é habilitado para atuar como advogado porque não concluiu o curso de Direito, só cursou poucos meses e depois abandonou a faculdade. Ele também se apresentava como pastor evangélico para ganhar a confiança das vítimas, que acabavam caindo nos golpes dele”, disse o delegado de Defraudações e Falsificações, Lucas Sá, responsável pelas investigações.
De acordo com os primeiros levantamentos, Francismárcio lesou cerca de 40 pessoas, o que rendeu para ele um lucro de R$ 200 mil com as fraudes. Francismárcio vai continuar no Presídio do Roger, em João Pessoa, à disposição da Justiça. 


       
Secom PB 
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista - FM 89.9 Picui PB

Postar um comentário