TJ-AC conclui que Telexfree é pirâmide e impõe indenização de R$ 3 milhões

A Justiça do Acre considerou a Ympactus (que representa a Telexfree no Brasil) culpada de praticar pirâmide financeira e condenou a empresa a pagar R$ 3 milhões de indenização por danos morais coletivos, além de devolver o dinheiro investido pelos chamados divulgadores. A empresa também foi dissolvida.

A decisão foi assinada na tarde desta quarta-feira (16) pela juíza Thaís Khalil. Cabe recurso da empresa. O UOL entrou em contato com o advogado da Ympactus, mas não teve resposta até a publicação desta reportagem.
A empresa começou a atuar no país em março de 2012, vendendo planos de minutos de telefonia pela internet (VoIP), serviço semelhante ao Skype. Foiproibida de operar no final de junho de 2013, a pedido do Ministério Público do Estado do Acre. A empresa também foi formalmente acusada nos EUA
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista Picui PB

Postar um comentário