Nacional de Patos vai seguir com processo para invalidar a 2ª divisão

O Nacional de Patos promete chegar às últimas consequências para defender sua alegação de que aconteceram irregularidades durante a disputa do Campeonato Paraibano da 2ª divisão deste ano. Nesta terça-feira, o presidente do Canário do Sertão, Alisson Nunes, disse que já entrou com recurso junto ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-PB) contra a liminar conseguida pela Federação Paraibana de Futebol (FPF) que garantiu a realização dos jogos finais, entre Esporte de Patos e Paraíba de Cajazeiras. 
- Nós entramos com um recurso contra essa decisão, que ninguém sabe se é liminar, ninguém sabe que despacho é, que a Federação conseguiu para acontecer os jogos finais. Esse recurso já está no TJD e nossa expectativa é que seja apreciado ainda esta semana. Mesmo com esse jogo tendo acontecido, em condições que a gente não sabe explicar, acreditamos que o processo vai correr da maneira correta e nosso direito será assegurado – comentou o dirigente patoense. 
Novo presidente do Nacional de Patos, Alisson Nunes (Foto: Divulgação)Presidente Alisson Nunes (ao centro) promete ir às últimas consequências para assegurar o direito que o clube defende (Foto: Divulgação)

Alisson adiantou também que, mesmo que o recurso acabe sendo rejeitado pelo TJD, o Nacional já prepara uma ação para ser levada ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ainda esta semana, também. Na ação que corre na justiça desportiva, a diretoria do Canário alega que oito dos dez clubes que disputaram a 2ª divisão estadual utilizaram jogadores que não estavam regularizados. 
Pela alegação alviverde, o Paraíba de Cajazeiras era a única equipe, além do próprio Nacional de Patos, que estava com o time apto a entrar em campo na disputa da competição estadual.
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista - FM 89.9 Picui PB

Postar um comentário