Para relator, Dilma tem que equilibrar o orçamento para poupar o programa



O relator do projeto de Orçamento de 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR) respondeu nesta quinta-feira (22) as críticas da presidente Dilma Rousseff à proposta de cortar R$ 10 bilhões do programa Bolsa Família. Ao G1, o deputado afirmou que, se Dilma quer evitar o corte, precisa enviar ao Congresso um Orçamento equilibrado, com previsão “consistente” de receitas.
Principal bandeira dos governos do PT, o Bolsa Família prevê repasses mensais de recursos para famílias de baixa renda. Depois de Barros anunciar que vai tirar 35% dos R$ 28,8 bilhões previstos para o programa social, a presidente declarou que nesta quarta (21), em sua conta no Twitter, que a medida seria o mesmo que “atentar contra 50 milhões de brasileiros”.
Ricardo Barros ironizou a declaração dizendo que fica satisfeito em ver que Dilma está se envolvendo “pessoalmente” na discussão orçamentária e disse esperar que o Planalto evite esse corte apresentando um Orçamento verdadeiramente equilibrado.
“Fico satisfeito que a presidente tenha pessoalmente se envolvido na questão dos cortes e espero que a mensagem modificativa que o governo enviará ao Congresso permita evitar essa retirada de recursos. Para isso, o governo precisa enviar um Orçamento equilibrado, com receitas seguras”, afirmou.



G1 
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista - FM 89.9 Picui PB

Postar um comentário