Adolescente morre depois de se engasgar com um pedaço de carne em João Pessoa

caruaru-fisioterapia
O Brasil já teve 5.909 notificações de microcefalia desde 22 de outubro de 2015 até 27 de fevereiro, segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (1º). Do total de notificações, 641 casos foram confirmados e 1.046 foram descartados; 4.222 casos continuam sob investigação.
De acordo com o novo boletim, entre os casos confirmados, 82 tiveram exame positivo para o vírus da zika.
Desde o último informe, divulgado na semana passada, houve 269 novas notificações, 58 casos foram confirmados e 96 casos foram descartados. Além disso, 15 novos casos confirmados foram relacionados ao vírus da zika por meio de exames laboratoriais.
Mortes
Foram notificados ainda 139 óbitos por microcefalia após o parto ou durante a gestação, dos quais 31 foram confirmados para microcefalia ou alteração do sistema nervoso central, 12 foram descartados e 96 continuam em investigação.
Distribuição por regiões
Os casos notificados estão distribuídos em 1.143 municípios de 25 unidades da federação. Amapá e Amazonas são os únicos estados em que não houve notificação de microcefalia.
O Nordeste concentra 81% dos casos notificados. Pernambuco é o estado com maior número de notificações (1.672), seguido por Bahia (817), Paraíba (810), Rio Grande do Norte (383), Ceará (352), Rio de Janeiro (261), Alagoas (222), Sergipe (192) e Maranhão (192).
Há transmissão local do vírus zika em 22 unidades da federação: Goiás, Minas Gerais, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Roraima, Amazonas, Pará, Rondônia, Mato Grosso, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná.
G1
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista - FM 89.9 Picui PB

Postar um comentário