Secretário garante que liminar do juiz do Trabalho não atrasa entrega da Transposição



O secretário de Infraestrutura e Recursos Hídricos do Estado, João Azevedo, garantiu nesta quinta-feira (22) que as obras da Transposição do São Francisco não sofrerão atrasos com a liminar do juiz Antônio Augusto Serra Seca, da Justiça do Trabalho, em Olinda (PE), que suspendeu de imediato as atividades da obra na Paraíba. Segundo Azevedo, foi suspenso o trabalho apenas no túnel que chega à cidade de Monteiro (PB), mas a obra continua no restante do canal. 

Ele disse que o túnel de Monteiro já está com a escavação concluída. "O que está sendo feito é o piso. Isso é um item do serviço dentro do conjunto da obra. O Ministério Público do Trabalho (MPT) identificou problemas na segurança dos trabalhadores desses piso. Houve a paralisação da execução do piso e o restante está em ritmo normal, sem nenhum tipo de problema", disse. 

A decisão, em caráter liminar, foi proferida pelo juiz Antonio Augusto Serra Seca Neto e atende a pedidos do MPT, em ação civil pública, movida nessa segunda-feira (19). São réus na ação os Consórcios Bacia do São Francisco e São Francisco Leste, e a S.A. Paulista de Construções e Comércio, a FBS Construção Civil e Pavimentação Ltda. e Somague Engenharia S.A do Brasil. 

Outro problema foi a substituição de ônibus, que não ofereceria segurança ao transporte. Um dos consórcios da obra já informou ao secretário de Infraestrtura que já está tomando todas as providências. 

A entrevista do secretário foi concedida ao programa 'Correio Debate', da 98 FM. Azevedo sustentou que o serviço do piso vai terminar até 15 de janeiro. "O que determina o que terá água é a montagem das duas elevatórias. Prejudica, sim, claro, entretanto é que termina em janeiro antes da montagem dessas duas elevatórias. A obra como um todo está em plena execução", garantiu. 

Portal Correio
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista Picui PB

Postar um comentário