Prefeitos do Seridó e Curimataú voltam a defender criação de aterro sanitário e matadouro regional

Durante a eleição para a escolha da nova Mesa Diretora do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Curimataú e do Seridó paraibano, prefeitos voltaram a defender a criação de um aterro sanitário e um matadouro público regional. O tema já havia sido discutido em outros anos, mas a discussão não avançou. A instabilidade política do país foi um dos fatores que emperraram a proposta.

A prefeita da cidade de Sossego, Curimataú paraibano, Neide Oliveira (PSB), foi a primeira a tocar no assunto. A gestora foi favorável a criação do aterro sanitário para atender toda a região.

“Nós poderíamos, através do consórcio, conseguir a construção do aterro sanitário. Essa uma ação primordial que todos os municípios precisam e um só não têm condições de realizar. Como a gente já viu que o consórcio tem dado certo nessa área de trazer várias especialidades e todos os municípios serem igualmente atendidos, a gente tem expectativa para que a gente possa ampliar as ações do consórcio e cada vez mais trazer melhorias para as nossas cidades”, declarou a gestora.

Já o prefeito da cidade de Picuí, Seridó, Olivânio Remígio (PT), defendeu a construção de um abatedouro regional. “Eu tenho a proposta de um abatedouro que a gente vai construir em Picuí, a gente vai querer fazer um abatedouro regional e eu quero a parceria de pactuação com os prefeitos do Seridó e do Curimataú paraibano na expectativa de estreitarmos cada vez mais os laços”.

Apesar das sugestões dos novos prefeitos, o Consórcio Intermunicipal de Saúde já foi transformado para acomodar as novas modalidades, conforme revelou o prefeito Eduardo Dantas – Dudu (PSB), da cidade de Cubati, Seridó paraibano.

“O nosso consórcio já comporta também a inclusão do aterro sanitário e também do matadouro regional. O aterro estava bem avançado, na presidência do ex-presidente Alisson [Azevedo, da cidade de Baraúna]. Seria um aterro sanitário para atender toda a região e ficava nas proximidades do trevo de Cuité e por essa questão de modificação do Governo Federal e essa instabilidade no país não andou, mas vamos buscar que a nova presidência do consórcio possa reativar a busca desse aterro que é uma necessidade urgente dos municípios”, disse Dudu.

Após a eleição, na sua fala como presidente do Consórcio de Saúde, o prefeito da cidade de Cuité, Curimataú paraibano, Charles Camaraense (PSL), destacou a importância do avanço da região nas políticas de saúde e de infraestrutura. Conforme o mesmo, ampliar e melhorar o atendimento do consórcio aos municípios é uma de suas metas.

POLITICANDOPB
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista - FM 89.9 Picui PB

Postar um comentário