Mais de 1 milhão de pessoas podem se vacinar contra a gripe a partir desta segunda na PB

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, ou seja, a gripe, começa nesta segunda-feira (17), mas apenas para profissionais de saúde e gestantes, que compreendem aproximadamente 1 milhão e 70 mil pessoas, na Paraíba. Para os demais públicos terá início dia 24 de abril e vai até o dia 26 de maio. Este ano, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realiza o dia D de mobilização no dia 13 de maio, às 9h, no município de Rio Tinto. Estarão presentes na ocasião representantes da SES, Vigilância em Saúde, Gerência Regional de Saúde e Núcleo de Imunizações.
O diferencial da campanha de 2017 é que os professores de escolas públicas e privadas também foram incluídos entre os grupos prioritários, dos quais já fazem parte as pessoas com 60 anos ou mais de idade, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade, as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.
A meta da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza é imunizar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários.Segundo a técnica do Núcleo de Imunização da SES, Márcia Mayara, serão distribuídas 1 milhão e 177 mil doses da vacina para todo o estado. “É importante que a população alvo não deixe de ser imunizada, pois a vacinação contra a gripe mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e de suas complicações”, disse Márcia.
Prevenção
A transmissão do vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Ocorre também por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). Em caso de síndrome gripal, deve-se procurar um serviço de saúde o mais rápido possível. “A vacina contra a gripe não é capaz de eliminar a doença ou impedir a circulação do vírus, por isso, as medidas de prevenção são muito importantes, particularmente durante o período de maior circulação viral, entre os meses de junho e agosto”, orienta a chefe do Núcleo de Imunização da SES, Isiane Queiroga.
Alerta para alérgicos
A vacina é contra-indicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada ao ovo de galinha e seus derivados.
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista - FM 89.9 Picui PB

Postar um comentário