Arcebispo da Paraíba diz que ideologias estão censurando religiosos

O arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson, disse nesta terça-feira (17) que os religiosos estão sendo censurados no Brasil, a partir da imposição ideológica de uma minoria e que isso é a principal causa da intolerância religiosa que se espalha no País.

O líder da igreja Católica foi entrevistado no programa Correio Debate, da TV Correio e disse que os jovens sem capacidade crítica, sem ímpeto de reflexão e propensos a aceitar os modismos estão sendo usados por minorias que querem impo suas concepções de vida, a exemplo da ideologia de gênero. Segundo Dom Delson, os jovens atuais não aceitam mais serem desafiados para compromissos, nem as perdas da vida, são presas fáceis para depressão precoce. “A quem interessa um ser humano assim, fragilizado e sem capacidade nenhuma de crítica? Às minorias. Na verdade o que vem acontecendo é que essas pessoas estão impondo seus pensamentos e o nosso sistema jurídico não tem como reagir”, disse.

Dom Delson falou sobre uma espécie de censura que estaria sendo praticada contra os religiosos. “O conceito de liberdade de expressão é algo excelente. Todo cidadão tem o direito de falar e isso não é crime. Essas novidades precisam ser debatidas e as pessoas que defendem os valores permanentes da sociedade têm também o direito de se expressar. Nós religiosos temos o direito de dizer o que pensamos sobre a vida, sobre a sociedade, sobre nossos valores cristãos. Estão tirando isso de nós. Aí vem a intolerância. É um absolutismo de minorias”, reclamou. O arcebispo também atacou o que chamou de “novo conceito de arte”, onde a nudez tem sido mostrada de forma, segundo ele, vergonhosa. Para o arcebispo, as intolerâncias no Brasil só serão superadas quando foi possível dialogar com respeito, ouvindo todas as partes.


Correio da Paraíba
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista Picui PB

Postar um comentário