Município de Nova Palmeira comemora 54 anos de emancipação política; conheça sua história

O município de Nova Palmeira, distante aproximadamente 242 km de João Pessoa, comemora nesta terça-feira, 14 de novembro, 54 anos de emancipação política.

Como tudo começou
O povoado teve início em 1880, quando Francisco Bezerra de Medeiros, conhecido como Chico Caçote, implantou a fazenda Jerimum, no local onde hoje está edificada a cidade. Os outros proprietários no lugar eram Pedro Antônio dos Santos, José Bezerra de Medeiros e Manoel Clementino de Mendonça. 

Em terreno doado pelo pioneiro, Francisco Bezerra de Medeiros, foi construída, em 1818, uma capela dedicada a Nossa Senhora da Guia, escolhida como Padroeira da Povoação.

O nome de Jerimum foi mudado para Nova Palmeira, por sugestão de Manoel de Souza Lima, então prefeito de Picuí, município a que pertencia o povoado. Foram levadas pelo prefeito duas mudas da árvore e plantadas em local de destaque. 

Com o constante progresso, Nova Palmeira foi elevada à categoria de distrito, criado com a denominação de Nova Palmeira, pela lei municipal n° 2640, de 20-12-1961, subordinado ao município de Pedra Lavrada.

Em 1963, foi desmembrada de Pedra Lavrada e elevado à categoria de município com a denominação de Nova Palmeira pela lei estadual nº 3102, de 14-11-1963.

Localização, hidrografia, clima e relevo
Nova Palmeira está localizada na Mesorregião da Borborema, Microrregião de Seridó Oriental Paraibano, no Estado da Paraíba.

A sede tem altitude de 560 metros, e devido à sua proximidade com a Linha do Equador, ela possui um clima tropical chuvoso com verão seco, com temperaturas elevadas durante todo o ano, com média anual de 23,5 ºC, sendo a 77ª mais amena da Paraíba

As terras do município estão inseridas na bacia do rio Piranhas, sub-bacia do rio Seridó, município de Nova Palmeira.

Seus principais tributários são os rios da Passagem e das Vazantes, além dos riachos Cauaçu, Riachão, Cotovelo, Nova Palmeira, dos Bois, da Corujinha e Mulungu. Todos os cursos d’água têm regime de escoamento intermitente e o padrão de drenagem é o dendrítico. 

O município está inserido na unidade geoambiental do Planalto da Borborema, formada por maciços e outeiros altos, com altitude variando entre 650 a 1.000 metros. Ocupa uma área de arco que se estende do sul de Alagoas até o Rio Grande do Norte. O relevo é geralmente movimentado, com vales profundos e estreitos dissecados.

Com respeito à fertilidade dos solos é bastante variada, com certa predominância de média para alta. A área da unidade é recortada por rios perenes, porém de pequena vazão e o potencial de água subterrânea é baixo.

Limites territoriais e população
Limita-se ao norte com o município de Picuí, Pedra Lavrada, Parelhas (RN) e Carnaúba dos Dantas (RN).

Com uma população estimada (em 2016) de 4.849 habitantes e uma área territorial de 310,352 km2, Nova Palmeira apresenta uma densidade demográfica de 15,62 hab/km². 

Renda, faixa etária e acesso
O município é, tipicamente, de classe baixa com nível de renda familiar de até um salário mínimo mensal, e jovem com 42,56% com faixa etária entre 5 e 29 anos, de acordo com dados do IBGE. 

O acesso à Nova Palmeira, a partir de João Pessoa, é feito inicialmente através da Rodovia Federal BR-230, Leste-Oeste, em trecho de 191 km até Soledade, passando por Campina Grande. A partir de Soledade segue-se pela PB-177 para norte, em trecho de 51 km até chegar a cidade de Nova Palmeira. 

Personalidades
A terra nova-palmeirense também é recheada de nomes que são destaques na mídia estadual e nacional (, em diferentes áreas, seja no esporte, na arte, na música e até na política.

Os hinos municipal e da Padroeira Nossa Senhora da Guia são de autoria (letra e música) de Maria da Guia Bezerra Pinheiro, mais uma personalidade do município, e são conhecidos e cantados pela maioria dos seus habitantes.



Fontes: Blog NP e Wikipédia
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista Picui PB

Postar um comentário