Quadrilha que fraudou Enem 2016 teria enviado R$ 134 mi ao exterior

O grupo que fraudou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016 teria enviado pelo menos 35 milhões de euros (R$ 132 milhões) em remessas ao exterior, segundo investigação da Polícia Civil de Goiás.

Os envolvidos no esquema, que vem sendo chamado de Máfia dos Concursos, foram presos na segunda-feira (31). Com isso, os criminosos poderão responder também pelos crimes de evasão de divisas e de lavagem de dinheiro.
“Milhões de euros teriam sido remetidos ao exterior. A investigação trabalha para provar essa suspeita”.


A quadrilha cobrava, em média, 20 vezes o salário mensal do cargo – as vagas mais concorridas chegavam a custar R$ 400 mil. Depois de aprovados, os contratantes costumavam solicitar empréstimos consignados para quitar a dívida.
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista Picui PB

Postar um comentário