FAP enfrenta problemas e diz que não tem recursos

O Hospital Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), em Campina Grande, está enfrentando problemas para manter as atividades por causa de repasses de recursos. A Secretaria de Saúde de Campina Grande disse que o tratamento de oncologia é de responsabilidade exclusiva do governo federal, por meio do Ministério da Saúde, conforme previsto no Sistema Único de Saúde.

Segundo a Prefeitura de Campina, o governo federal teria repassado apenas R$ 2,3 milhões para cirurgias oncológicas para Campina Grande e a prefeitura repassou para a FAP mais de R$ 5 milhões apenas para essa especialidade.

“Dessa forma, o atraso acontece em função da insuficiência de recursos, uma vez que o município está bancando com recursos próprios a maioria do tratamento de pacientes com câncer de todo o estado”, disse a prefeitura.

A Secretaria de Saúde informou que compreende a importância do serviço da FAP e que está fazendo todo o esforço para que os recursos cheguem à unidade, mesmo diante do orçamento tão apertado e da mudança no modelo de envio de verbas por parte do Ministério da Saúde. Os repasses para a FAP devem ser efetuados na próxima semana.

O Ministério da Saúde confirmou ao Portal Correio, por telefone, o repasse e disse que ele foi estabelecido sem nunca ter sido contestado pela Prefeitura de Campina Grande.

Portal Correio
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista Picui PB

Postar um comentário