ORIGEM DIA DE FINADOS


No dia 02 de novembro, na maior parte dos países ocidentais, ocorre um dos mais importantes rituais religiosos da tradição cristã católica, isto é, o Dia de Finados. Essa data tem por objetivo principal relembrar a memória dos mortos, dos entes queridos que já se foram, bem como (para os católicos) rezar pela alma deles.


De acordo com a doutrina da Igreja Católica, a alma da maioria dos mortos está no purgatório passando por um processo de purificação. Por essa razão, a alma necessita de orações dos vivos para que intercedam a Deus pelo sofrimento que as aflige. Nesse contexto, o Dia de Finados era conhecido na Idade Média como “Dia de todas as Almas”, dia esse que sucedia o “Dia de todos os Santos” (comemorado no dia 1º de novembro).


O Dia de Finados é o dia da celebração da vida eterna das pessoas que já faleceram.

É celebrar essa vida eterna que não vai terminar nunca. Pois, a vida cristã é viver em comunhão íntima com Deus, agora e para sempre. 

Desde o século 1º, os cristãos rezam pelos falecidos; costumavam visitar os túmulos dos mártires nas catacumbas para rezar pelos que morreram sem martírio. 

No século 4º, já encontramos a Memória dos Mortos na celebração da missa. Desde o século 5º, a Igreja dedica um dia por ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém se lembrava. Desde o século XI, os Papas Silvestre II (1009), João XVIII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade a dedicar um dia por ano aos mortos. 

Desde o século XIII, esse dia anual por todos os mortos é comemorado no dia 2 de novembro, porque no dia 1º de novembro é a festa de "Todos os Santos". O Dia de Todos os Santos celebra todos os que morreram em estado de graça e não foram canonizados. O Dia de Todos os Mortos celebra todos os que morreram e não são lembrados na oração.


Por muitas vezes nós católicos somos tomados por perguntas como: “Por que vocês oram aos mortos no dia de finados ?” ou então: “Qual o significado de finados ?”.
Pois bem, neste artigo do Blog da Família falaremos sobre o significado e a importância do dia de finados para nós católicos, uma data importante para reflexão e oração.

A história do Dia de Finados

Para entendermos o Dia de Finados primeiro precisamos saber que seu outro nome também é Dia dos Fiéis Defuntos, que remete às tradições do início do cristianismo, sendo encontrados registros à partir do século II, quando em antigas tumbas e lápides podiam se encontrar grafismos com orações para aqueles que estavam enterrados.
No século V foi separado um dia para orar pelos mortos que não eram mais lembrados e ninguém mais rezava. Mas foi no Século XI durante o pontificado do Papa Leão IX que foi criado um dia onde todos os fiéis deveriam orar aos finados.
A data de 2 de novembro seria estabelecida durante o século XIII, pois é logo após o dia de todos os santos. Como no Dia de Todos os Santos oramos por aqueles Santos que não foram lembrados ao longo do ano, no Dia de Finados oramos pelos que morreram e não são lembrados durante todo o ano.

Por que rezar para os mortos ?

Podemos encontrar principalmente em II Macabeus 12,43-46 e Tobias 12,12, onde é relembrada a importância de orarmos por aqueles que se foram.
Quando oramos aos Fiéis Defuntos estamos pedindo para que as almas que se encontram aflitas e esperando consolo enquanto aguardam o momento de adentrar aos céus no purgatório encontrem o acalento e paz que precisam, além de que por meio desta súplica podemos ajudar a diminuir o tempo daqueles que se encontram sofrendo no purgatório.
Ou seja, ao orarmos durante o dia de finados estamos fazendo uma demonstração de carinho amor, afeto e acalento por aqueles que se foram, já que durante esta data a Igreja toda se encontra em orações.
Porém não basta apenas rezar durante o dia de finados, além disso durante os 7 dias (contados até dia 8), devemos atender à três exigências: realizar a confissão sacramental, comungar e rezar na intenção do santo pontífice.
É importante ressaltar que essa indulgência não se aplica somente a alma que está sua intenção de oração, pois caso ela já esteja no paraíso a indulgência é aplicada à alma da pessoa que está rezando com a intenção de auxiliar aqueles que se encontram no purgatório.

O Dia dos Mortos no México

Existe uma tradição no México do Dia dos Mortos, porém este é diferente do tradicional Dia dos Finados, pois nesse dia são realizadas festas e banquetes, sendo conhecida mundialmente, porém esta tradição remonta da antiga cultura dos indígenas daquela região não sendo comemorado junto com o Dia de Finados, e não tendo ligação.
Concluímos que o Dia de Finados não é uma data de tristeza, mas sim uma época para uma reflexão profunda e oração pela salvação das almas.
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista - FM 89.9 Picui PB

Postar um comentário