Pitbull perde chance incrível e Raposa vê Sport marcar no fim


A Ilha do Retiro lotada não intimidou o Campinense. O Rubro-negro paraibano fez uma partida equilibrada contra o Sport, construindo, inclusive, a melhor oportunidade. O time paraibano, no entanto, acabou punido aos 50 minutos do segundo tempo. Durval testou de cabeça para as redes e garantiu a vitória pernambucana no jogo de ida das semifinais da Copa do Nordeste. O jogo de volta acontece domingo, 17, no estádio Amigão, em Campina Grande. Ao Campinense resta vencer por dois gols de diferenças ou por 1 a 0 para levar a decisão para os pênaltis.
Bem posicionado em campo, o time de Francisco Diá não se resumiu apenas a defender. Com a bola, a Raposa também investiu ofensivamente, quase sempre com Roger Gaúcho, responsável por conduzir a Raposa a frente, porém, sem ser brilhante na distribuição do último passe.
Pouco produtivo no jogo, o Sport foi tomado pela tensão, escancarada no segundo tempo. Com a bola queimando nos pés dos jogadores leoninos, o Campinense ganhou terreno nos contragolpes e assim construiu a principal jogada da partida aos 27 minutos. Adalgísio Pitbull avançou em velocidade, passou por três e saiu de cara a Danilo Fernandes. O atacante, entretanto, desafinou na conclusão e ‘recuou’ para o goleiro.
Antes, no primeiro tempo, Filipe Ramon já havia desperdiçado ótimo contragolpe ao chutar pessimamente invés de aprofundar o lance com Danilo, que passara limpo pela esquerda.
A bola puniu.
Com gritos de “o campeão voltou”, a torcida raposeira comemorava o empate, quando Durval apareceu na pequena área para completar de cabeça para as redes, aos 50 minutos do segundo tempo, dando a vitória ao Sport.
MaisPB
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista - FM 89.9 Picui PB

Postar um comentário