Operação policial PC27 prende 39 pessoas - Rádio Cenecista FM 89.9 - Site oficial
RÁDIO CENECISTA FM 89.9 - A PRIMEIRA DE PICUÍ, A PRIMEIRA DA REGIÃO

Anuncio No Post


Operação policial PC27 prende 39 pessoas

Compartilhar
Uma Operação da Polícia Civil nesta quarta-feira (24), prendeu 39 pessoas e apreendeu dois adolescentes acusados de praticar estupros, homicídios, assaltos, tráfico de drogas e porte ilegal de armas, na Paraíba. Durante a Operação PC 27 foram apreendidas 11 armas de fogo, 30 pedras de crack, além de uma quantidade de maconha e cocaína. Dos suspeitos presos e apreendidos, 11 já eram condenados pela justiça e estavam com sentenças de prisão para serem cumpridas. Já outros sete ainda não tinham sido julgados, mas já eram procurados por ordens de prisões preventivas. Foram cumpridos oito mandados de prisão temporária e 13 pessoas foram presas em flagrante. O delegado geral da Polícia Civil da Paraíba, Isaías Gualberto informou que para a operação foram mobilizados 120 policiais e 40 viaturas. Em alguns municípios, como Caaporã , a operação teve o apoio da Polícia Militar.
REGIÃO E PICUÍ
 Na cidade de Picuí, Seridó paraibano, os policiais civis da 7ª DSPC, deram cumprimento a dois mandados de busca e apreensão, como também um mandado de prisão, expedido pela Comarca do município. Durante o cumprimento de um desses mandados de busca e apreensão, uma suspeita ao visualizar a polícia, empreendeu fuga, adentrando em uma casa próxima a que ela se encontrava, situada no bairro Limeira.

Ainda de acordo com as informações, na referida casa foram apreendidos dois revólveres calibre 38. A suspeita que empreendeu fuga, foi capturada e conduzida à delegacia para que fosse dado prosseguimento as medidas cabíveis. Já o nacional, que tinha mandado de prisão em aberto, foi encaminhado para a cadeia pública do município e encontra-se à disposição da justiça. Portal Picuí Hoje com 7ª DSPC de Picuí/PB

A guarnição policial de Barra de Santa Rosa, Curimataú da Paraíba, recebeu a informação de que um homem, identificado por Aylton José Silva, também conhecido como Nêgo Ito, estaria traficando drogas na cidade. Chegando ao local, a polícia abordou o suspeito, que de início negou a participação no ato criminoso.

Com consentimento da avó do acusado, os policiais entraram em sua residência, e encontraram uma espingarda de fabricação artesanal, calibre não identificado, 35 papelotes de substância semelhante a maconha, além de uma quantidade em dinheiro.

Nego Ito recebeu voz de prisão no local e foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Barra para ser ouvido pelo delegado de plantão. Blog NP / Conecta Paraíba

Nenhum comentário:

Anuncio No Post