Redução da Petrobras no preço dos combustíveis não chega às bombas e Sindipetro culpa distribuidoras - Rádio Cenecista FM 89.9 - Site oficial
RÁDIO CENECISTA FM 89.9 - A PRIMEIRA DE PICUÍ, A PRIMEIRA DA REGIÃO

Anuncio No Post


Redução da Petrobras no preço dos combustíveis não chega às bombas e Sindipetro culpa distribuidoras

Compartilhar
Desde esse sábado (1º) o preço médio dos combustíveis nas refinarias está mais barato, mas o consumidor ainda não sentiu a redução nas bombas, nos postos de combustíveis. A Petrobras reduziu em 6% o valor médio do litro do diesel, que passou a ser vendido a R$ 2,1664, e o preço da gasolina caiu 7,16%, ficando em R$ 1,8144. Porém o Sindipetro-PB alega que as distribuidoras não estão repassando as reduções. 
"Só quando as distribuidoras repassarem. Vamos aguardar o repasse das distribuidoras, que até agora, nada. Repassa na hora que ela bem entende e quanto ela bem entende. No meu, mesmo, só teve uma que só baixou dois centavos", disse Omar Hamad, presidente do Sindimetro-PB.  
Na semana passada, também houve redução no preço médio da gasolina, quando a Petrobras reduziu o valor do combustível em 4,4%. O diesel não sofria mudanças desde 3 de maio. A redução do preço médio dos combustíveis foi anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais. Em abril, governo se envolveu em uma polêmica depois que a Petrobras desistiu de aumentar o preço do diesel nas refinarias.
A diretora do Procon da Paraíba, Késsia Liliana, disse que o órgão vai monitorar os preços dos combustíveis na Paraíba e para isso já está com duas equipes no interior do Estado e uma na Capital, mas ela afirmou que a redução aplicada pela Petrobras só deverá ser sentida pelo consumidor em aproximadamente 15 dias. Já o levantamento de preços deve ser concluído na sexta-feira. 
"Os postos são os únicos fiscalizados, mas nem quando sobe, nem quando baixa vai para o posto", reclamou o presidente do Sindipetro. Porém, Omar admitiu que os proprietários de postos não fazem qualquer reclamação contra as distribuidoras. "Quando o Procon pede, a gente mostra que não teve a redução conforme foi anunciado para as distribuidoras". 

Nenhum comentário:

Anuncio No Post