JORNAL CENECISTA PLANTÃO 30/04/2020 - Rádio Cenecista FM 89.9 - Site oficial
RÁDIO CENECISTA FM 89.9 - A PRIMEIRA DE PICUÍ, A PRIMEIRA DA REGIÃO

Anuncio No Post



JORNAL CENECISTA PLANTÃO 30/04/2020

Compartilhar
A Paraíba tem 814 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas nesta quarta-feira (29). O número de mortes confirmadas por Covid-19 subiu para 62 no estado desde o início da pandemia.

A SES ainda não divulgou dados sobre os pacientes com mortes confirmadas nas últimas 24 horas e nem a nova distribuição de casos por municípios paraibanos.

Boletim do coronavírus na Paraíba
  • 814 casos confirmados
  • 62 mortes
  • 1616 casos descartados
  • 152 recuperados

Fonte: SES

Casos de coronavírus estão distribuídos em 44 municípios
  • 436 em João Pessoa,
  • 61 em Santa Rita,
  • 45 em Campina Grande,
  • 22 em Cabedelo,
  • 20 em Sapé,
  • 19 em Bayeux,
  • 13 em Patos,
  • 9 em Sousa,
  • 8 em Conde,
  • 5 em Cajazeiras,
  • 5 em São João do Rio do Peixe,
  • 4 em Guarabira,
  • 4 em Pedras de Fogo,
  • 4 em São Bento,
  • 3 em Cruz do Espírito Santo,
  • 3 em Itapororoca,
  • 3 em Junco do Seridó,
  • 3 em Marizópolis,
  • 2 em Catingueira,
  • 2 em Esperança,
  • 2 em Itabaiana,
  • 2 em Lucena,
  • 2 em Pombal,
  • 2 em Taperoá,
  • 1 em Alagoa Grande,
  • 1 em Alagoa Nova,
  • 1 em Araçagi,
  • 1 em Areia
  • 1 em Barra de São Miguel,
  • 1 em Bom Jesus,
  • 1 em Boqueirão,
  • 1 em Brejo Do Cruz ,
  • 1 em Caaporã,
  • 1 em Congo,
  • 1 em Coremas,
  • 1 em Coxixola,
  • 1 em Gurinhém,
  • 1 em Igaracy,
  • 1 em Lagoa Seca,
  • 1 em Mari,
  • 1 em Queimadas,
  • 1 em Riachão do Poço,
  • 1 em São José do Bonfim e
  • 1 em Serra Branca. G1 PB
  • Veja os dados sobre o coronavírus no Brasil nesta quinta-feira (30), segundo levantamento exclusivo do G1 junto às secretarias estaduais de saúde. Foram registradas 5.513 mortes provocadas pela Covid-19 e 79.685 casos confirmados da doença em todo o país. O número de mortes no país superou o da China, que registrou 4.632 fatalidades pela Covid-19.
  • O RIO GRANDE DO NORTE  chegou a 1. 086 casos confirmados em 62 municípios . O número de mortes cegou a 54. Outras 9 estão em investigação.

- O desembargador federal Antonio Cedenho, do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região), suspendeu a liminar que determinava a readequação do calendário do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) deste ano, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus. Segundo o juiz, uma mudança agora no calendário poderia afetar ainda mais os estudantes e atrasar o ingresso no ensino superior. Na decisão, Cedenho também destacou que o MEC (Ministério da Educação) ampliou o prazo para a solicitação de isenção e de justificativa de ausência na prova do ano passado.

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, reconheceu o estado de calamidade pública em todo o território do Estado da Paraíba, em decorrência da covid-19. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (30) e, com isso, já está em vigor.

O preso José de Arimatéia Pereira Faria de Carvalho, o Pequeno, 35 anos, apontado como integrante da cúpula do PCC (Primeiro Comando da Capital), passou pelo corpo de segurança da Penitenciária Federal de Mossoró no Rio Grande do Norte e teve acesso a duas espingardas calibre 12. O episódio, até então escondido a sete chaves, aconteceu em 28 de dezembro do ano passado, nas vésperas das festas de fim de ano, e pôs em xeque a vigilância no presídio federal, considerado uma unidade de segurança máxima.

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), deve analisar na próxima terça-feira (5), em sessão por videoconferência, a possibilidade de modificação do regime inicial de cumprimento da pena de oito anos e dez meses de reclusão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a que ele foi condenado no caso do triplex do Guarujá (SP). A pena, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, foi estabelecida pelo colegiado em abril do ano passado.  A sessão será transmitida pelo canal do STJ no YouTube, a partir das 14h. 

- Deputados do Partido Socialista Brasileiro (PSB), apresentaram nessa quarta-feira (29), o pedido de impeachment contra o presidente da República, Jair Bolsonaro. A peça evidencia 11 crimes de responsabilidade cometidos pelo presidente e foi dividida em três capítulos: dos crimes de responsabilidade denunciados pelo ex-ministro Moro, dos crimes de responsabilidade contra a democracia e as instituições; e dos crimes de responsabilidade relacionados à pandemia do Covid-19. O pedido é assinado pelos deputados Gervásio Maia (PB), Alessandro Molon (RJ), Aliel Machado (PR), Bira do Pindaré (MA), Camilo Capiberibe (AP), Danilo Cabral (PE), Denis Bezerra (CE), Elias Vaz (GO), Gonzaga Patriota (PE), Júlio Delgado (MG), Lídice Da Mata (BA), Luciano Ducci (PR), Marcelo Nilo (BA), Rafael Motta (RN), Tadeu Alencar (PE), Vilson da Fetaemg (MG). "O ex-ministro Sérgio Moro fez acusações muito graves contra o presidente. Além de crime de responsabilidade, a fala de Sérgio Moro aponta vários crimes: falsidade ideológica, tráfico de influência, obstrução da justiça, abuso de autoridade, entre outros. Não podíamos ficar omissos diante uma situação tão grave", afirmou o vice-líder do PSB na Câmara, Gervásio Maia.

- O Ministério da Educação (MEC) informou, nesta quarta-feira (29) que foram liberados antecipadamente R$ 364,4 milhões para estados e municípios aplicarem na alimentação escolar durante a pandemia do novo coronavírus. Os recursos são do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE). O valor é referente à parcela do mês de maio destinada às unidades da federação. De acordo com as orientações do FNDE, devido à suspensão das aulas por causa da covid-19, a distribuição de alimentos tem de ser feita por meio de kits, que devem ser elaborados conforme as regras do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), levando-se em conta os hábitos alimentares de cada região e a qualidade nutricional. 

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (30) que, na opinião dele, a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender a nomeação do delegado Alexandre Ramagem para o comando da Polícia Federal foi "política". Bolsonaro afirmou ainda que o governo vai recorrer da decisão de Moraes. A decisão de barrar o nome de Ramagem saiu na quarta-feira (29). Moraes entendeu que a nomeação, assinada por Bolsonaro, feria o princípio da impessoalidade na administração pública. Ramagem é amigo do presidente e de seus filhos. Além disso, o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, ao se demitir, disse que Bolsonaro tenta interferir politicamente na PF. Moraes levou em conta as considerações de Moro em sua decisão.

Foi aprovado à unanimidade pelos 22 deputados presentes à sessão ordinária por Sistema de Deliberação Remota (SDR) desta quarta-feira (29), o projeto de iniciativa do Governo do Estado que promove uma reestruturação na carreira dos delegados, agentes e escrivães da Polícia Civil. Os parlamentares também aprovaram três decretos municipais de calamidade pública para Acari, Cerro Corá e Lucrécia. Na discussão da matéria todos os deputados destacaram a importância do projeto para os agentes de segurança, pelo relevante papel social que desempenham e lembraram que esta é uma antiga luta desses servidores.

Nenhum comentário:

Anuncio No Post