Trabalhadores nascidos em abril podem sacar auxílio emergencial - Rádio Cenecista FM 89.9 - Site oficial
RÁDIO CENECISTA FM 89.9 - A PRIMEIRA DE PICUÍ, A PRIMEIRA DA REGIÃO

Anuncio No Post



Trabalhadores nascidos em abril podem sacar auxílio emergencial

Compartilhar

 Os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em abril podem sacar, a partir desta sexta-feira (4) a segunda parcela do auxílio emergencial 2021. 

O dinheiro havia sido depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 20 de maio.

https://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.png?id=1411661&o=nodehttps://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.gif?id=1411661&o=node

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.


A nova rodada do auxílio emergencial está prevista para chegar ao fim no mês de julho, mas o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou que o benefício pode ser prorrogado por mais dois meses. Essa possível extensão do programa deve-se ao fato de que o governo federal ainda está desenhando um programa para substituir o benefício.

Outras informações dão conta de que novas parcelas podem ser liberadas até dezembro, mas que o valor será elevado para R$ 500. Afinal de contas, o que se sabe de concreto até o momento sobre a prorrogação do auxílio emergencial?

Possibilidades

Primeiro de tudo, é importante destacar que ainda não há nenhuma confirmação oficial sobre o assunto, somente declarações que abrem possibilidades. Uma nova rodada de R$ 500 até dezembro, por exemplo, é uma proposta que consta em um projeto de lei em tramitação no Congresso Nacional.

Recentemente, o ministro Paulo Guedes afirmou que a prorrogação do auxílio vai depender dos desdobramentos da pandemia no país. “O auxílio emergencial é uma arma que temos e que pode, sim, ser renovada. Se as mortes continuarem e as vacinas não chegarem, teremos que renovar”, disse o ministro.

Outro sinal é que o governo federal está reformulando o Bolsa Família, mas esse novo formato só deve ficar pronto daqui alguns meses. Além disso, a manutenção do auxílio emergencial é uma boa estratégia para o período eleitoral de 2022, quando será impossível lançar um novo programa de transferência de renda.

Entretanto, especialistas acreditam que uma nova extensão do benefício não deve ocorrer devido ao cenário atual de crise sanitária e econômica. Para eles, o auxílio só será mantido até o lançamento do substituto do Bolsa Família, que deve sair antes do período eleitoral.


Nenhum comentário:

Anuncio No Post