Síndrome Pós-Covid pode afetar qualidade de vida e até ameaçar a vida - Rádio Cenecista FM 89.9 - Site oficial
RÁDIO CENECISTA FM 89.9 - A PRIMEIRA DE PICUÍ, A PRIMEIRA DA REGIÃO

Anuncio No Post



Síndrome Pós-Covid pode afetar qualidade de vida e até ameaçar a vida

Share This

 

Coronavírus | Foto: Pixabay

A Síndrome Pós-Covid envolve um conjunto de sintomas que podem ser percebidos após o contágio e a cura da Covid-19. Os sintomas podem durar meses e o acompanhamento médico é fundamental para o tratamento. Em entrevista à TV Correio, o diretor geral do Hospital Clementino Fraga, Fernando Chagas, a síndrome não é restrita apenas os pacientes que tiveram a forma mais grave da doença.

De acordo com o médico, existem mais de 200 sintomas que podem estar associados à doença. Um dos mais observados é o cansaço. “A pessoa que caminhava 5 km, 10 km, sente dificuldade de três até seis meses depois para conseguir praticar a mesma caminhada. Às vezes, se sente cansaço aos leves esforços”, explicou.

Outros sintomas que podem se manifestar são a queda de cabelo, enfraquecimento das unhas, alterações na pele e, nas mulheres, também podem ocorrer alterações no ciclo menstrual.

Uma das alterações provocadas pela Síndrome Pós-Covid é a perda do olfato e do paladar, que segundo o médico, pode ser persistente. “Recebi o relato de uma pessoa que teve Covid há dois meses e continua sem o paladar. Também se observa que há uma diminuição no olfato”, destacou Fernando.

Comorbidades aumentam riscos

O médico alertou para o aumento do risco de tromboses após a Covid e frisou que quem sofre de comorbidades como hipertensão e diabete mellitus deve procurar um cardiologista ou endocrinologista e relatar como foi a doença e o que está sentindo no momento para ser direcionado para o melhor tratamento.

Fernando destacou que a doença pode provocar tromboses, que podem ser muito perigosas caso o trombo atinja o coração ou o cérebro. “A pessoa pode desenvolver a trombose no período da doença ou após. E aí entra um fator que às vezes atrapalha a questão da vacina: a orientação é que se vacine 30 dias após a doença, e pode acontecer do paciente sofrer da trombose pós-Covid nesse período e muitas vezes acabar sendo associado à vacina. É importante quem já tem doenças pró-trombóticas sejam acompanhadas mais de perto pelos seus médicos”, explicou.

Principais manifestações relatadas pós-Covid

  • Fadiga
  • Falta de ar
  • Dores de cabeça
  • Dores musculares
  • Queda de cabelo
  • Perda de paladar e olfato
  • Dor no peito
  • Tontura
  • Tromboses
  • Palpitações
  • Depressão e ansiedade
  • Dificuldades de linguagem portal correio pb

Nenhum comentário:

Anuncio No Post