Bancários encerram greve e agências reabrem nesta terça em toda Paraíba

Os funcionários dos bancos privados da Paraíba decidiram encerrar a greve durante assembleia realizada na noite desta segunda-feira (26), em João Pessoa. Com isso, depois de 21 dias de paralisação, as agências do Itaú, Bradesco, HSBC e Santander devem voltar a funcionar normalmente a partir de terça-feira (27). Os servidores da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Nordeste também decidiram voltar ao trabalho nesta terça.

Por unanimidade, os bancários decidiram aceitar a proposta apresentada pela Federação Brasileira de Bancos (Fenaban) no sábado (24), incluindo reajuste de 10% no salário e no Programa de Participação nos Lucros e Resultados (PLR), além de 14% de reajuste nos vales alimentação e refeição. Para finalizar o movimento grevista, os banqueiros aceitaram abonar 63% das horas dos trabalhadores de 6 horas, de um total de 84 horas, e 72% para os trabalhadores de 8 horas, de um total de 112 horas. Assim, um dia após a assinatura do acordo, os trabalhadores, compensariam, no máximo, uma hora por dia útil, até o dia 15 de dezembro.

No começo das negociações, a Fenaban havia oferecido 5,5% de reajuste salarial, ante uma inflação de 9,88%. Os bancários começaram a greve no último dia 6 e pediam reajuste salarial de 16%, piso salarial de R$ 3.299,66 e PLR de três salários mais R$ 7.246,82. Também reivindicaram vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá de R$ 788 cada, além de pagamento para graduação e pós

Hyldo Pereira – Portal Correio
Os bancários da maior parte do país encerraram nessa segunda-feira (26) a greve da categoria, que durou 21 dias. Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores de Ramo Financeiro (Confraf), 60% das agências estavam paradas desde o dia 6 de outubro. Os trabalhadores dos estados de Mato Grosso e de Roraima decidiram continuar em greve.
A maior parte dos bancários, em assembleias na noite de ontem, aceitou o acordo proposto pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), que ofereceu reajuste de 10% sobre os salários, a participação nos lucros e resultados (PLR) e o piso da categoria. Com o reajuste de 10 % sobre a PLR, os bancários garantiram que a parcela adicional será de 2,2% do valor do lucro líquido, distribuído linearmente. Também foi proposto um reajuste de 14% para os vales-refeição e alimentação.
Compartilhar Google Plus

Autor Radio Cenecista - FM 89.9 Picui PB

Postar um comentário