Auxílio Emergencial: veja a situação de cada lote e parcela de pagamento - Rádio Cenecista FM 89.9 - Site oficial
RÁDIO CENECISTA FM 89.9 - A PRIMEIRA DE PICUÍ, A PRIMEIRA DA REGIÃO

Anuncio No Post



Auxílio Emergencial: veja a situação de cada lote e parcela de pagamento

Compartilhar
Os trabalhadores elegíveis ao Auxílio Emergencial têm diferentes calendários para receber os benefícios.
Quem se inscreveu para receber a ajuda de R$ 600 por meio do aplicativo ou do site do programa tem calendários de pagamentos divididos em lotes dentro de cada parcela. Isso acontece porque o pagamento é liberado à medida que os inscritos vão sendo aprovados.
No caso dos que já recebiam o Bolsa Família, os pagamentos do novo benefício seguem as mesmas datas previstas para o bolsa. Já para os que estavam no Cadastro Único, mas não recebiam o Bolsa Família o calendário de pagamentos é o mesmo do primeiro lote dos inscritos via app e site.
Inscritos via app e site
No total, até o momento, são quatro lotes de pagamento, que contemplam os trabalhadores que foram aprovados até o final de junho para receber o Auxílio.
O calendário de pagamentos anunciado pela Caixa Econômica Federal até o momento contempla três parcelas do Auxílio Emergencial. No entanto, há lotes que só receberam a primeira parcela, como o 3 e 4, ou seja, que englobam os aprovados em junho - veja a situação de cada lote abaixo.
O governo já anunciou que estenderá o pagamento do Auxílio por mais dois meses. A proposta é que sejam pagas, para os cadastrados no site e aplicativo, mais quatro parcelas, que somarão R$ 600 por mês, totalizando R$ 1,2 mil. Ou seja, no total serão sete parcelas:
O pagamento deverá ser feito da seguinte maneira:
R$ 500 no início do mês;
R$ 100 no fim do mês;
R$ 300 no início do mês;
R$ 300 no fim do mês.
Lote 1
Quem são: trabalhadores aprovados em abril
Situação atual: beneficiários receberam a 3ª parcela em poupança social digital da Caixa entre 27 de junho e 4 de julho. Saques serão liberados entre 18 de julho e 19 de setembro.
Parcelas que faltam: 4ª, 5ª, 6ª e 7ª parcelas. Datas não foram divulgadas.
Lote 2
Quem são: trabalhadores aprovados em maio
Situação atual: beneficiários receberam a 2ª parcela em poupança social digital entre 27 de junho e 4 de julho. Saques serão liberados entre 18 de julho e 19 de setembro.
Parcelas que faltam: 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª parcelas. Datas não foram divulgadas.
Lote 3
Quem são: aprovados no início de junho
Situação atual: beneficiários receberam a 1ª parcela em poupança social digital em 16 ou 17 de junho. Saques foram liberados entre 6 e 14 de julho.
Parcelas que faltam: 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª parcelas. Datas não foram divulgadas.
Lote 4
Quem são: aprovados no fim de junho
Situação atual: beneficiários receberam a 1ª parcela em poupança social digital entre 27 de junho e 4 de julho. Saques serão liberados entre 18 de julho e 19 de setembro.
Parcelas que faltam: 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª parcelas. Datas não foram divulgadas.
Inscritos no Cadastro Único, mas fora do Bolsa Família
O calendário acompanha o Lote 1 dos inscritos via app e site. Também serão sete parcelas, sendo que as quatro últimas serão pagas ao longo de dois meses e vão somar, ao todo, R$ 1,2 mil.
Situação atual: beneficiários receberam a 3ª parcela em poupança social digital da Caixa entre 27 de junho e 4 de julho. Saques serão liberados entre 18 de julho e 19 de setembro.
Parcelas que faltam: 4ª, 5ª, 6ª e 7ª parcelas. Datas não foram divulgadas.
Trabalhadores dentro do Bolsa Família
Os pagamentos seguem o calendário do próprio benefício. Para estes, não haverá 'divisão' dos últimos dois meses do benefício. Assim, embora o valor seja o mesmo, serão apenas 5 parcelas, todas elas de R$ 600.
Situação atual: beneficiários receberam a 3ª parcela entre os dias 17 e 30 de junho.
Parcelas que faltam: 4ª e 5ª parcelas. Os pagamentos serão feitos seguindo o calendário do Bolsa Família, sempre nos dez últimos dias úteis de cada mês. Assim, a 4ª parcela será paga entre 20 e 31 de julho; e a 5ª, entre os dias 18 e 31 de agosto.


Caixa começa a pagar hoje abono salarial para nascidos em julho

A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta quinta-feira (16) o abono salarial 2020/2021 para os trabalhadores nascidos no mês de julho que ainda não receberam o valor em conta.  Têm direito de receber 741.586 trabalhadores, e o valor total pago será de de R$ 573,3 milhões. Os valores para cada trabalhador variam de R$ 88 a R$ 1.045, de acordo com o número de meses trabalhados durante o ano-base 2019. O saque pode ser realizado até 30 de junho de 2021. Em todo o calendário, serão disponibilizados R$ 15,8 bilhões para 20,5 milhões trabalhadores. Os valores podem ser sacados com o cartão do cidadão e a senha nas agências, em terminais de autoatendimento, unidades lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui. Conforme o banco, neste calendário, já foram contempladas pessoas nascidos entre julho e dezembro que são titulares de contas individuais na Caixa. Esses trabalhadores receberam o crédito automático no dia 30 de junho. A antecipação do início do calendário, que nos anos anteriores ocorreu no fim de julho, foi adotada para diminuir os efeitos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus. O crédito antecipado do abono salarial foi feito para quase 6 milhões de trabalhadores, no total de R$ 4,6 bilhões. Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no Programa de Integração Social (PIS) há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2019, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Recebem o abono salarial trabalhadores vinculados a entidades e empresas privadas. As pessoas que trabalham no setor público têm inscrição no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) e recebem o benefício no Banco do Brasil.

Nenhum comentário:

Anuncio No Post